Arquivo da tag: mobilidade

Mobilidade invisível

O ministro do Esporte, Aldo Rebelo, deu entrevista à coluna Direto da Fonte, do Estado de S. Paulo, publicada na edição do dia 10. Destaque para a resposta abaixo:

Falou-se muito que a Copa do Mundo seria um evento da iniciativa privada. Mas, com o passar do tempo, o que se viu foi o governo pagando boa parte da conta. O que deu errado?
Nada. Esta é uma Copa com recursos privados. O governo investe em obras para a população. Obras que seriam feitas independentemente da realização do torneio – a maioria delas faz parte do PAC. Evidente que muitas foram antecipadas para atender as necessidades da Copa. No caso dos aeroportos, por exemplo, eles seriam reestruturados mesmo que não houvesse Mundial. A melhoria na mobilidade (metrô, VLT, trens, viadutos, avenidas) também aconteceria?

Se na sua cidade houve, por favor, relate, para divulgarmos.

Copa da imobilidade

VLT, BRT, ampliação do metrô. Como nada disso ficou pronto, o governo do Distrito Federal resolveu, para os primeiros eventos teste da Copa das Confederações e da Copa do Mundo, soluções inovadoras: bloquear vias, desviar caminhos e pedir a “colaboração” das pessoas.

Para a partida entre Santos e Flamengo, no domingo, resolveu, além de tudo isso, abrir o Eixo Rodoviário ao trânsito de carros – há 20 anos o local, aos domingos, é reservado ao lazer da população. No ano passado, o governador Agnelo Queiroz transformou a tradição em norma, sancionando a Lei 4.757, que diz o seguinte:

Art. 2º O Eixão do Lazer abrange os Eixos Rodoviários Sul e Norte, que ficarão liberados para a população aos domingos e feriados no horário das 6h às 18h.

Por isso, cresce um movimento na internet para ocupar o Eixão do Lazer no domingo, fazendo valer a tradição e a lei. O #OcupaEixao deve levar famílias inteiras ao local para bloquear o acesso não de pessoas, mas de carros, à via.

O governo local finge que não sabe. E, por meio da Secretaria de Segurança, manda avisar que as “forças de segurança” tomarão as medidas necessárias para coibir atitudes contrárias à “festa” pré-Copa.

A história, até aqui, não é boa. Vejamos domingo como vai continuar.

Audiência pública sobre mobilidade no DF

A Câmara Legislativa do Distrito Federal realizará, na próxima segunda-feira (16), às 15h, uma audiência pública sobre mobilidade urbana. O debate será no Plenário da CLDF.

A volta das amarelinhas

Não, não são camisas da seleção, nem pilhas Rayovac. Amanhã (18), voltam a circular no campus da Universidade de Brasília (UnB), as bikes do projeto Bicicleta Livre. Inicialmente, são 25 bicicletas, à disposição em pontos de grande circulação no campus. É só pegar, pedalar e deixar para o próximo num lugar também movimentado.

O Bicicleta Livre é um projeto de extensão, viabilizado com ajuda de voluntários, que tem como objetivo incentivar o uso da bicicleta como meio de transporte. Segundo o twitter do projeto, há mais de 60 bikes prontar para circular, que serão liberadas aos poucos.

Aliança pela mobilidade?

É estranho que uma cidade movida a carros particulares, com transporte público deficiente e pouco ou nenhum apoio ao uso da bicicleta (caminhar nem pensar), sedie um evento que promete discutir a mobilidade urbana. Não obstante, Brasília receberá em 2010 a conferência da Aliança das Capitais, grupo que reúne a capital brasileira, Canberra, Ottawa e Washington. Confira no relato da Agência Brasília:

Brasília sediará no próximo ano o Capitals Alliance, traduzido como Aliança das Capitais. O evento será realizado entre os dias 22 e 26 de março, no Museu da República, e fará parte da programação do cinquentenário da cidade.

Entre os convidados palestrantes já confirmados para o evento estão personalidades como Robert Cervero, professor em Berkeley (EUA) especialista em transporte urbano, e Learry Beasley, arquiteto e chefe do escritório de planejamento urbano responsável pela remodelação de Vancouver (Canadá) e também pelo projeto da nova capital dos Emirados Árabes, Abu Dhabi. Outras presenças confirmadas são a do arquiteto e designer Guto Indio da Costa e da planejadora do Governo de Canberra, Catherine Carter.

O tema do 7º encontro será “Transporte e Mobilidade Urbana”. Esta é a segunda vez que Brasília sedia a Aliança das Capitais. A primeira foi em 2004. A expectativa é reunir representantes de 16 países. Abu Dhabi (Emirados Árabes) e Tshwane (África do Sul) serão novos integrantes do fórum.

O encontro acontece desde 2001 e reúne capitais planejadas do mundo inteiro. A última reunião, no ano passado, foi em Washington re uniu mais de 15 cidades. Entre elas Canberra (Austrália), Helsink (Finlândia), Moscou (Rússia), Paris (França), Bogotá (Colômbia), Vienna (Áustria), Brasília, entre outros.

Pedalando no campus

Desde 22 de junho, estudantes e servidores da UnB têm uma nova alternativa para se locomover dentro do campus: a bicicleta. A iniciativa é parte do projeto Bicicleta Livre, um projeto de extensão iniciado em 2007, com participação de alunos de diferentes cursos. São 18 bicicletas à disposição em três pontos da universidade.

Amarelinhas para estudantes e servidores. Fonte: UnB Agência (Isabela Lyrio).

Amarelinhas para estudantes e servidores. Fonte: UnB Agência (Isabela Lyrio).

Para usar as bicicletas, não é preciso pagar, deixar documento ou pedir autorização. Basta sentar no selim e sair pedalando. O único compromisso é devolvê-la. As bicicletas, doadas ao projeto e reformadas pelos próprios alunos participantes, são pintadas de amarelo e levam uma placa de identificação.

O Bicicleta Livre convida os interessados a colaborar no trabalho de manutenção e conserto das bikes. Os voluntários podem participar das oficinas que acontecem aos sábados, a partir das 10h, na sala 34 da Faculdade de Educação Física.