Arquivo da tag: Fórum Mundial da Bicicleta

Dois anos de fórum e de espera

Nesta quinta-feira, Porto Alegre recebe o 2º Fórum Mundial da Bicicleta; na próxima segunda-feira (25), completam-se dois anos do atropelamento de 17 pessoas que participavam da Massa Crítica (Bicicletada) na capital gaúcha. Não é coincidência. A data serve para lembrar o evento e cobrar uma resposta do poder público.

Assim, o blog faz mais uma atualização dos processos enfrentados pelo atropelador, Ricardo Neis, nas esferas criminal e cível:

Em decisão de junho de 2012, da 1ª Vara do Júri de Porto Alegre, Neis foi pronunciado por 17 tentativas de homicídio, para ser submetido a julgamento popular (processo 0057903-48.2011.8.21.0001). O recurso do réu ao TJ-RS aguarda julgamento na 3ª Câmara Criminal (0488947-38.2012.8.21.7000). Só depois ele poderá ser submetido (ou não) ao Júri.

Já na esfera cível, a 11ª Vara Cível de Porto Alegre determinou, em maio, o pagamento de R$ 2.002,36 por danos materiais e R$ 2.000 por danos morais a Dailor Sartori Júnior, um dos ciclistas atropelados (processo: 0117140-13.2011.8.21.0001). As duas partes recorreram e, em outubro, a 11ª Câmara Cível elevou a indenização por danos morais para R$ 10.000 (número: 0343350-38.2012.8.21.7000).

Outro processo, que tramita na Vara Cível Regional da Tristeza, ainda aguarda decisão de 1º grau (número: 0011619-24.2011.8.21.6001). O autor é Adilson Simonini Sieg.

Anúncios

Carta do Fórum Mundial da Bicicleta

O pessoal do Fórum Mundial da Bicicleta, encerrado ontem em Porto Alegre, divulgou uma carta:

Carta do 1º Fórum Mundial da Bicicleta

Os participantes do 1º Fórum Mundial da Bicicleta, reunidos em Porto Alegre entre 23 e 26 de fevereiro de 2012, após intensos e ricos debates, decidiram aprovar as seguintes ideias:

FELICIDADE

1) A bicicleta é um símbolo e um instrumento para a busca da felicidade agora.

SUSTENTABILIDADE

2) A bicicleta é um meio de transporte democrático sustentável e pode ajudar a salvar o planeta para as presentes e futuras gerações.

VIDA COMUNITÁRIA

3) A bicicleta proporciona o encontro das pessoas. A apropriação efetiva dos espaços públicos valoriza a vida comunitária e o compromisso do cuidado com a cidade.

POLÍTICAS PÚBLICAS

4) A bicicleta representa uma demanda social de inversão das políticas públicas atuais, que priorizam o transporte individual motorizado

CIDADES MAIS HUMANAS

5) A bicicleta está ligada ao conceito de Cidades Mais Humanas onde a segurança, a sociabilidade, a acessibilidade, a solidariedade e o bem estar das pessoas tenham prioridade sobre o fluxo de veículos automotores.

DEMOCRACIA

6) A bicicleta é uma forma de participar ativamente da vida da cidade. A democracia direta é um dos pilares que devem guiar todas as decisões que afetam a coletividade.

PAZ NO TRÂNSITO

7) A bicicleta é um símbolo de paz no trânsito e os usuários desejam tão somente partilhar as ruas. O Fórum Mundial da Bicicleta rechaça a ideia de existência de um conflito com motoristas. A escolha do modo de transportar-se não coloca as pessoas em campos conflitantes.

SAÚDE

8) A bicicleta tem grande potencial para buscar saúde preventiva da população, através de um estado completo de bem estar físico, mental, espiritual e social.

FORMAÇÃO DE REDES

9) A bicicleta trouxe pessoas do mundo todo para Porto Alegre. Um dos maiores ganhos do 1º Fórum Mundial da Bicicleta foi o fortalecimento e o efeito multiplicador que a troca de experiências entre pessoas de distintos lugares e realidades diferentes, o que criou uma rede de pessoas que juntas vêem na bicicleta o símbolo de um outro mundo possível.

HORIZONTALIDADE

10) A bicicleta uniu as pessoas que, de forma horizontal e voluntária, organizaram o 1º Fórum Mundial da Bicicleta. As próximas edições deverão seguir os mesmos princípios, podendo ser organizado em outros lugares e datas, sem rigidez ou alguma outra forma de centralismo.

Fórum Mundial da Bicicleta

A agenda do Fórum Mundial da Bicicleta, em Porto Alegre, começou a tomar forma definitiva. Estão planejados painéis, oficinas, manifestações e festas, com temas tão diversos quanto esporte, saúde, turismo, mecânica e meio ambiente, além do ativismo. A grande “estrela” deve ser o americano Chris Carlsson, um dos fundadores do movimento Critical Mass, conhecido no Brasil como Bicicletada. Aliás, o período do evento, de 23 a 26 de fevereiro, faz referência ao atropelamento de ciclistas durante a Bicicletada de Porto Alegre, no dia 25 de fevereiro do ano passado.