Arquivo do mês: agosto 2012

Nova York aprova ciclofaixas

Enquanto as cidades brasileiras vendem ciclovias como grande incentivo ao uso da bicicleta como meio de transporte, Nova York completa seis anos de um projeto muito mais ousado, que resultou, até agora, em 410 km de ciclofaixas nas ruas da Big Apple. A expansão das faixas, por forçar o compartilhamento da rua por ciclistas e motoristas, provocou debates acalorados ao longo dos anos, mas aparentemente começa a se formar uma maioria significativa a favor da iniciativa do prefeito Michael Bloomberg. Pesquisa realizada pelo New York Times com 1.026 pessoas em agosto apontou 66% de aprovação às ciclofaixas (27% de rejeição). Mesmo entre quem sequer tem uma bicicleta a idéia é considerada boa por 62% (contra 34%)… será que algum prefeito daqui compra?

Anúncios

O dia inexistente

Neste domingo, 19 de agosto, comemora-se o Dia do Ciclista. A data, no entanto, não existe oficialmente. O Dia Nacional do Ciclista em 19 de agosto foi proposto em 2007 pela deputada Solange Amaral (DEM-RJ) no PL 832/2007. O projeto de lei foi aprovado na Câmara no ano seguinte e seguiu para o Senado, onde, como PLC 43/2008, também foi aprovado pela Comissão de Educação, Cultura e Esporte. Desde então aguarda votação no Plenário.

Não que a formalização seja tão importante. Só em 2012, até julho, viraram lei os dias do Compromisso com a Criança, o Adolescente e a Educação; do Piso Salarial dos Professores; da Valorização da Família; de Luta dos Acidentados por Fontes Radioativas; de Segurança e de Saúde nas Escolas; da Umbanda; da Silvicultura; do Quilo; dos Direitos Humanos; do Securitário; do Movimento Municipalista; do Jogo Limpo e de Combate ao Doping nos Esportes; de Conscientização e Incentivo ao Diagnóstico Precoce do Retinoblastoma; da Advocacia Pública; do Suinocultor; do Artesão; da Educação Ambiental; do Ouvidor; das Hemoglobinopatias; do Reggae; de Combate e Prevenção à Trombose; do Paisagista; dos Portadores de Vitiligo; do Turismo; da Música Popular Brasileira; do Atleta Paraolímpico; do Maquinista Ferroviário; do Cooperativismo de Crédito; e da Educação Infantil. Também foi instituído o Dia do Aniversário do Buda Shakyamuni.

A data de 19 de agosto para o Dia Nacional do Ciclista é uma homenagem a Pedro Davison, biólogo e ciclista morto nesse dia, em 2006, no Eixo Rodoviário de Brasília, ao ser atropelado, enquanto pedalava, por um motorista que transitava em faixa de circulação proibida, com habilitação vencida e aparentemente sob efeito de álcool. Pedro tinha 25 anos e uma filha que completaria 8 anos no dia seguinte. O motorista, Leonardo Luiz da Costa, deixou o local sem prestar socorro.

Ghost bike em homenagem ao Pedro Davison no Eixão Sul. Foto do blog.

O caso voltou ao noticiário em julho passado, quando o Tribunal de Justiça do Distrito Federal (TJDFT) confirmou decisão de primeira instância que condenou o motorista a pagar indenização de R$ 150 mil aos pais e à filha de Pedro, mais pensão de R$ 970 à filha, além das despesas do funeral. Em 2010, Leonardo Costa já havia sido condenado pelo Tribunal do Júri a seis anos de prisão, em regime semiaberto, por homicídio com dolo eventual. O TJDFT manteve a condenação. [Número do processo: 0084443-02.2006.8.07.0001]

Na justificação do projeto de lei de 2007, a deputada lembrou que “Pedro Davison foi mais uma vítima do caos que tipifica o trânsito nas ruas e nas rodovias brasileiras” e que “o acidente em que Pedro Davison foi morto repete-se, à exaustão, nas vias de rolamento do País”.

Concluiu dizendo que a instituição da data tinha como objetivo “incentivarmos a população brasileira a praticar uma reflexão sobre os problemas do trânsito e sobre a conveniência de nos debruçarmos sobre a necessidade de pavimentarmos uma política de trânsito que configure, na realidade, uma política de Estado voltada para garantir, a todos, efetiva Mobilidade Social”.

Passados mais de seis anos da morte de Pedro, nem a data, nem a reflexão pedida existem no calendário oficial do brasileiro. Este domingo é um bom dia para pensar nisso.