Sobre deuses e homens

Ontem, depois de uma bela pedalada, escrevi o seguinte aqui:

Não importa o que fizermos, os canalhas e os covardes continuarão existindo, pelo simples fato de sermos pessoas. Não há escola, não há desenvolvimento socioeconômico, não há pena de morte capaz de acabar com a natureza humana.

Mas há, sim, a escolha e o exemplo. E eu espero que você, quando passar por mim, escolha buzinar e fazer um sinal de positivo. Prometo seguir seu exemplo e retribuir.

Não vou escrever sobre o caso Thor Batista porque não se trata de assunto de ciclista. O fato de o ajudante de caminhoneiro Wanderson Pereira dos Santos estar numa bicicleta na hora do atropelamento, nesse episódio, é apenas um detalhe. Se Thor bebeu, desrespeitou o limite de velocidade ou foi imprudente de qualquer outra maneira, a essa altura, também já não importa.

Só quero sugerir, aproveitando o mote de ontem, que você faça uma escolha. A escolha de acompanhar esse caso bem de perto, pois ele diz muito a respeito da nossa sociedade, dos nossos valores, do nosso futuro.

[Minha opinião sobre a cobertura inicial da imprensa nesse caso aqui.]

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s