Desta vez dá Samba?

A Prefeitura do Rio relançou, na semana passada, o sistema de aluguel de bicicletas Bike Rio (ex-Samba). A promessa desta vez é chegar ao fim do ano com 60 estações e 600 bicicletas à disposição dos usuários. Obviamente, a torcida é sempre para que dê certo, não só pelo serviço em si, mas também pela contribuição para a disseminação de uma cultura de uso da bike como transporte.

Por outro lado, depois de ler sobre o “novo” Bike Rio, as dúvidas são inevitáveis. Por exemplo, por que insistir num sistema tão complicado (da empresa pernambucana Serttel), com base em telefone celular, quando a maioria dos serviços no mundo usa cartões ou tíquetes? Ou, ainda, por que, apesar do patrocínio ostensivo do Itaú, o Bike Rio tem preços comparáveis aos de similares estrangeiros (R$ 10 por mês, R$ 5 por dia e R$ 5 por hora excedente ao período “grátis” de 60 minutos)? E, finalmente, por que abandonar a idéia de alcançar as zonas Norte e Oeste, mantendo o serviço como regalia da Zona Sul?

Como é improvável que alguém responda às perguntas, o jeito vai ser esperar, na torcida para que a coisa funcione a contento nesta segunda tentativa.

Obs.: Quem já tiver experimentado mande um relato para cá!

Anúncios

Uma resposta para “Desta vez dá Samba?

  1. fiz um viedozinho para comentar a experiencia. Aqui em Sampa iremos ter a inauguração de um modelo amanha na região ( tb de renda concentrada) da Vila Clementino / Vila mariana. Em Sorocaba, outra cidade paulista um sistema já está em operação. A escala está crescendo. Isto é bom.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s