Bom exemplo (ignorado)

Uma das principais reclamações das pessoas que pedalam, ou gostariam de pedalar, até o trabalho é a falta de bicicletário e vestiário. Empresas e poder público, quando não fazem ouvido de mercador, reclamam de custos, espaço escasso e basicamente qualquer outra desculpa que aparece pela frente.

Conheçam, então, o McDonald’s Cycle Center, localizado no Millenium Park, em Chicago.

Por US$ 169 por ano (cerca de R$ 300 ou menos de R$ 1 por dia), o usuário tem direito a estacionamento 24 horas, com chuveiro e armário, e uso do sistema de bicicletas públicas. Para os não-membros, nos horários de maior movimento, há 100 vagas de estacionamento livre (grátis). Além disso, o espaço oferece serviços pagos à parte, como manutenção, aluguel de bikes e passeios guiados.

Tudo isso custou à administração pública de Chicago US$ 3,2 milhões (R$ 5,6 milhões). Parece muito, mas, só para pôr em perspectiva, um Estádio Nacional de Brasília (R$ 800 milhões) daria para construir pelo menos 140 instalações desse tipo, se mantido o custo. Para piorar, ou na verdade melhorar, o McDonald’s pagou US$ 5 milhões para botar seu nome no lugar por 50 anos. E é só o nome mesmo: o valor não garante uso de nenhum espaço público e nem mesmo interferência na apresentação visual do Cycle Center.

Veja o vídeo da Streetfilms e tente não chorar.

Anúncios

2 Respostas para “Bom exemplo (ignorado)

  1. E nós brasileiros sempre atrasados…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s