Pedalando na chuva

Depois de pedalar sob um temporal ontem, resolvi procurar na rede por dicas específicas para essa condição, além da recomendação geral de tomar cuidado. Ressalto que eu estava andando no Parque da Cidade; não recomendo nem um pouco circular no trânsito embaixo de chuva pesada.

Asfalto. Por razões óbvias, o asfalto fica mais escorregadio, o que exige cuidado redobrado do ciclista. Faixas e outras marcações pintadas, que já são um “sabão” normalmente, merecem atenção especial. Cuidado também com armadilhas que possam estar escondidas sob poças e nos cantos da pista (pregos, buracos, canaletas, etc.).

Freios. Todo o sistema de freios perde eficiência com a água. Uma dica é ficar dando freadas breves para tirar o excesso de água.

Pneus. Pneus muito cheios reduzem a aderência.

Visibilidade. Use, se puder, óculos adequados para evitar embaçamento. Palas, viseiras e bonés podem reduzir o spray nos olhos. À noite, cuidado com o aumento dos reflexos, que podem ofuscar e confundir. Atenção, também, para se fazer visível: roupas chamativas, tiras reflexivas e luzes de alerta são importantes para se destacar na visão dos motoristas.

Raios. Por via das dúvidas, procure um abrigo.

Depois. Seque bem a bicicleta – pode ser uma boa virá-la para a água acumulada no quadro escorrer – e depois lubrifique a corrente.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s