Mantida condenação a (outro) atropelador no RS

O Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul (TJ-RS) divulgou nesta quarta-feira que foi mantida a condenação a um motorista que atropelou e matou um ciclista numa avenida de Porto Alegre em outubro de 2005. Na ocasião, segundo denúncia do Ministério Público, o empresário Roberto da Silva Corletto dirigia sob influência de maconha e a velocidade de pelo menos 100 km/h. A vítima, Antônio Carlos Stringhini Guimarães, seguia no mesmo sentido do carro.

Na primeira instância, o réu foi condenado a dois anos e meio de detenção, em regime aberto, mas o juiz substituiu a pena por prestação de serviços à comunidade pelo mesmo período e multa equivalente a R$ 2.452,50 em valores de hoje. O recurso do motorista (número 70032915068), que pleiteava a absolvição, foi negado pela 3ª Câmara Criminal no dia 10 de fevereiro.

É um exemplo interessante para quem acredita que o atropelador de mais de uma dezena de ciclistas na semana passada, Ricardo José Neis, vai passar muito tempo preso.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s