Arquivo do mês: novembro 2010

Projetos de lei

Saiba mais sobre os projetos de lei que podem ajudar na popularização da bicicleta como meio de transporte. E sobre outras coisas…

Anúncios

Bicicletas no mapa

Nove grandes cidades do Canadá devem ganhar esta semana um recurso extra do Google Maps que mostra os caminhos disponíveis aos ciclistas. Além das indicações habituais, aparecem destacadas ciclovias, ciclofaixas e vias de tráfego reduzido. O serviço não é novidade: em março deste ano, o Google lançou o mesmo serviço para mais de 150 cidades dos EUA.

Google Maps destaca, em verde, caminhos indicados para ciclistas em Portland (EUA).

Mobilidade urbana?

A Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania do Senado (CCJ) aprovou projeto de lei originado na Câmara dos Deputados que institui as diretrizes da Política Nacional de Mobilidade Urbana. Infelizmente, nas 20 páginas da proposta, a palavra “bicicleta” só aparece uma vez, mesma incidência de “ciclovia”. Como o projeto ainda passará por outras quatro comissões, dá tempo de melhorar…

Reflexão comunitária

O que têm em comum as cidades de Barcelona, Bruxelas, Cidade do México, Dublin, Estocolmo, Hangzhou, Londres, Lyon, Melbourne, Milão, Minnesota, Montreal, Oslo, Paris, Valencia e Washington?

Um sistema de bicicletas comunitárias.

Que, até hoje, não existe no Brasil.

Embora grande parte dos sistemas do mundo sejam operados por meio de parcerias público-privadas com as empresas Clear Channel e JCDecaux.

Que operam no Brasil.

Para pensar.

Bicicletários e paraciclos (I)

Começa hoje uma nova série aqui no Pedaladas: fotos de bicicletários e paraciclos em órgãos públicos, empresas, centros comerciais… Para colaborar é só mandar a imagem por email.

Paraciclo em frente ao Congresso Nacional. Entrada do Salão Branco. Foto do blog.

A ciclista atropeladora

A notícia tem mais a ver com a singularidade da Justiça americana do que com ciclistas propriamente ditos, mas não resisti. A Suprema Corte de Nova York acaba de aceitar uma ação por negligência contra Juliet Breitman, que, ao disputar uma corrida de bicicleta com o amigo Jacob Kohn numa calçada em frente de casa, atingiu uma senhora de 87 anos. Com o impacto, a mulher caiu no chão, sofrendo uma fratura no quadril.

O juiz responsável pelo caso explica sua decisão dizendo que nada indica que outra pessoa de idade similar à de Juliet “não teria considerado de maneira razoável o risco de correr com uma bicicleta na direção de uma mulher idosa”.

À época do acidente, Juliet tinha 4 anos, e seu amigo Jacob, 5. Os dois andavam em bicicletas com rodinhas.