3×2 com Flávio Deslandes, designer

Muito antes de se tornar uma “nova moda”, a bicicleta de bambu povoava os pensamentos do carioca Flávio Deslandes, designer formado pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-RJ). Seu primeiro protótipo foi apresentado ainda durante o curso de graduação – em 1998. Agora, vivendo em Copenhague (Dinamarca), Flávio, de 37 anos, produz… bikes de bambu.

Matéria recente do New York Times apontou um crescimento na popularidade das bicicletas de bambu. Como alguém que já trabalha com esse conceito há mais de 15 anos se sente ao ler esse tipo de matéria?
Ainda lembro que naquela época as pessoas riam quando eu falava que estava desenvolvendo uma bicicleta de bambu… Mas eu sabia que esse dia ia chegar. Sempre achei muito impactante a mensagem que uma bicicleta de bambu podia passar, a idéia de construir baseado nos princípios de sustentabilidade utilizando um produto também sustentável. Acho que ela passa uma lição muito interessante de como podemos pensar os objetos, os materiais utilizados e sua construção.

Modelo Bamboo Fixie: roda fixa aro 700. Foto de divulgação.

O modelo mais barato à venda em seu site custa 2.200 euros (R$ 5.060). Qual seria um preço viável para as bikes de bambu se fossem vendidas em larga escala?
Nossas bicicletas são feitas a mão na Dinamarca, e o preço é calculado de acordo com isso. Talvez no caso de um modelo mais popular feito em larga escala, no Brasil, por exemplo, esse preço pudesse baixar para 600-1000 euros.

Copenhague é considerada a cidade mais amigável aos ciclistas no mundo. Qual foi sua reação ao chegar à capital dinamarquesa, em 2000?
Eu comprei uma máquina para tirar fotos das pessoas andando de bicicleta. Era difícil acreditar, parecia um paraíso para se andar de bicicleta. Percebi que era um conjunto de coisas que tornava isso viável: alto nível de educação, igualdade social e econômica, respeito e hierarquia no trânsito (as bicicletas tem prioridade sobre os carros), investimento em infra-estrutura… Acho que qualquer governo que queira implementar o uso da bicicleta em sua cidade deveria visitar Copenhague.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s