Prólogo

Parque Nacional Torres del Paine, Chile, janeiro de 2004. Sentado no chão, refletindo sobre meu preparo físico risível, tomei uma decisão que mudaria minha vidaprovocaria uma expressão incrédula na minha mulher.

ASSIM QUE VOLTARMOS, VOU COMPRAR UMA BICICLETA.

E comprei. Um mês depois do insight chileno, eu já pedalava, quase todas as noites, pelas ruas pacíficas da Tijuca. Com o tempo, não ganhei fôlego, muito menos perdi a barriga, mas reencontrei um prazer esquecido numa infância distante: ser o motor do meu veículo.

Segui pedalando, às vezes lutando contra a preguiça, até 2006, quando troquei o Rio de Janeiro por Brasília. Desde então, minhas incursões ciclísticas pela capital federal podem ser contadas nos dedos. De uma única mão.

Brasília, Distrito Federal, janeiro de 2009. Sentado no chão, refletindo sobre meu preparo físico risível, tomei uma decisão que mudaria minha vidaprovocaria uma expressão incrédula na minha mulher.

VOU PASSAR A IR DE BICICLETA PARA O TRABALHO.

Mas antes eu precisava de uma bicicleta nova.

Anúncios

Uma resposta para “Prólogo

  1. Pingback: Comemorando « Pedaladas Capitais

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s